Mônica San Galo lança CD Comovida com show em São Paulo

Álbum da baiana é inspirado nas poesias de Lúcia Cortez Mendonça


  • 18 de maio de 2018
Foto: Divulgação


Com mais de 20 anos de carreira, Mônica San Galo lança o segundo CD, Comovida, no próximo dia 22 de maio, com participação especial de Flávio Venturini, no Bar da Brahma, em São Paulo. O álbum da cantora baiana, que é irmã de Ivete Sangalo, chega nove após o primeiro.

INSPIRAÇÃO NA POESIA DE LÚCIA CORTEZ MENDONÇA

O mais novo trabalho de Mônica, que também é artista plástica e escritora, é inspirado nas poesias de Lúcia Cortez Mendonça, a quem conheceu durante o verão de 2017, quando visitava a casa de amigos na Praia de Monte Cristo.

“Logo Lúcia nos convidou para um café em sua casa, vizinha de onde estávamos. Lá nos mostrou seu livro de poesias, o ComoVida. Em seguida nos contou que seu marido, Joaquim, lhe inspirava e lhe animara a publicar seus escritos, por ver que Lúcia, vez por outra, fazia anotações num caderno. Ela o publicou em 2000, e eu ao ler, em silêncio já cantarolei. Assim começou a surgir meu novo trabalho, ComoVida_Quando a poesia encontra a melodia”, explica Mônica.

Ela não esconde a sua empolgação com a nova produção. E espera que o público curta o resultado. "Desejamos que a poesia musicada ganhe asas e siga o seu destino”, diz.

Foto: Divulgação

MAIS MADURA MUSICALMENTE

Nove anos depois de lançar o seu primeiro disco, Confissões de Madame, gravado ao vivo no Teatro Castro Alves, em Salvador, a baiana se diz mais madura musicalmente. E ela conta porque a escolha de São Paulo para o lançamento do novo trabalho.

“É a terra das oportunidades, uma vitrine gigante e acima de tudo um lugar onde eu amo estar. Gosto do que vejo pela janela do táxi, de passear pelo centro, dos parques, de ver show no Ibirapuera, das belas casas dos Jardins, de ir à 25 de Março perder um pouco a cabeça, de tomar café com leite nas padocas. Sou fã da deselegância discreta cantada por Caetano Veloso, sou corintiana e por isso, e muito mais, escolhi São Paulo e estou radiante com a escolha”, conta. 

REFERÊNCIAS DO SAMBA

Entre as influências musicais de Mônica, estão ícones da música brasileira, como Adoniran Barbosa, Arlindo Cruz, Paulinho da Viola, Gilberto Gil, além do seu pai, também músico e já falecido. Para dividir o palco com ela em seu show, a cantora explica porque escolheu Flávio Venturini.

“Flávio é meu velho amigo, quero muito bem a ele, gosto demais de sua delicadeza, de sua música que acarinha a gente. Só posso dizer que o que ele quiser fazer, eu assino embaixo. Aqueles olhos verdes merecem só o melhor de mim”, ressalta.

Entusiasmada com o espetáculo, Mônica manda um recado do que não faltará na apresentação.

“Alegria, verdade, identidade, um pouco de brincadeira, outro pouco de jogar o sério, tudo isso entremado de música, que é a minha praia”, garante.

Show Mônica San Galo – participação de Flávio Venturini. 22/05. Às 21h. Bar Brahma Centro. Av. São João, 677, República, São Paulo. R$ 59,00 (couvert artístico).

 



Veja Também