Brilho e voz de Sônia Braga no lançamento do potente Bacurau no Rio

Elenco pede resistência e luta pelo nosso Brasil verde


  • 28 de agosto de 2019
Foto: Anette Alencar


Por Luciana Marques

O tradicional Cine Odeon, no Centro do Rio, ficou pequeno para a pré-estreia de Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Premiado nos festivais de Cannes e Lima, o longa é estrelado por nomes como Sônia Braga, Udo Kier, Bárbara Colen, Thomás Aquino, Karine Teles e Silvero Pereira, e tem estreia nos cinemas do Brasil no dia 29 de agosto.

Sônia, que dá vida à médica do pequeno povoado no sertão de Pernambuco retratado no filme, deu show de simpatia. Na chegada, diante de inúmeros fotógrafos, com a sua expertise de estrela internacional, ela até ensinou truques para ficar bem em fotos no tapete vermelho. E mostrou o seu pingente com o formato do Brasil, em verde.

“Eu sempre estou com ela, mas ela tava com uma figa grande em cima. Hoje tive que tirar a figa para que o Brasil aparecesse mais, queria que as pessoas vissem o Brasil verde. A gente também está correndo o risco de perder muitas conquistas, até mesmo nossa constituição.  E isso não se pode permitir, nenhum brasileiro deve ficar calado nesse momento”, falou a estrela.

Equipe e elenco. Foto: Anette Alencar

O diretor Kleber Mendonça Filho falou sobre a mensagem do longa e do fato de lançar uma produção tão importante num cinema bastante tradicional.

“O Brasil precisa sempre de muita cultura e educação, mas mais ainda nesse momento crítico que vivemos. E esse filme é sobre cultura, educação e a compreensão da história. Então ver a atenção que Bacurau tem atraído deixa a gente muito feliz. Sem falar que o Odeon é um dos lugares mais importantes da minha cinefilia. Aqui eu vi talvez mais de 50 filmes”, contou o cineasta.

O ator Silvero Pereira atraiu todos os flashes ao chegar com uma placa com os dizeres Censura Não!

Silvero Pereira. Foto: Amon R.

VEJA AQUI TODOS OS DETALHES DO BADALADO LANÇAMENTO

Nomes como Alice Wegmann, Mariana Xavier e Caetano Veloso prestigiaram a première carioca. A história se passa em Bacurau, um povoado do sertão de Pernambuco, que somemisteriosamente do mapa. E quando uma série de assassinatos inexplicáveis começam a acontecer, os a população tenta reagir. Mas a pergunta é: como se defender de um inimigo desconhecido e implacável?

 

Quitéria Kelly: “Um povo sem a educação é manipulável, preso em currais de ignorância”

Leandra Leal: “Difícil manter fé e esperança, mas tenho o privilégio de ter voz”



Veja Também