Agenda cheia: Karina Ramil participa de séries e filme

Destaque no Porta dos Fundos, ela fará grã-fina em longa de Daniel Filho


  • 12 de março de 2018
Foto: Guga Millet


Destaque há dois anos no canal de humor do youtube Porta dos Fundos, Karina Ramil está com a agenda cheia de trabalho em 2018. Na próxima terça-feira, dia 13 de março, ela estreia como uma das protagonistas da série Borges Importadora, primeira atração a estrear em toda a América Latina pelo canal de humor por assinatura Comedy Central.

Na produção sobre uma importadora falida por má administração, a atriz interpreta Sônia. Ela e outras três funcionárias descobrem terem sido enganadas pela proposta de sociedade do antigo dono. E para se livrarem de processos trabalhistas e credores, o quarteto resolve criar um canal de vídeos para a internet.

Foto: Rodrigo Lopes

“A Sônia é uma mulher passional, que caiu numa furada com outras pessoas e, mesmo desesperada, se dedica a 'nova carreira'. Ela mistura a vida pessoal com a profissional e, por ter caído na função de diretora e roteirista, isso gera muita confusão e estresse”, explica Karina.

A atriz também estará na próxima temporafa de Truque de Humor, série do Multishow com Gabriel Louchard. E ela conta que se divertiu muito. “Participei da parte ficcional do programa, fiz a namorada do Gabriel Louchard. Foi bem diferente, porque as cenas eram curtas, mas tinham muitas coisas minuciosas de edicão”, lembra.

Nos bastidores da série Borges Importadora. Foto: Guga Millet

Já no cinema, Karina roda no fim do mês o drama clássico Boca de Ouro, que será refilmado por Daniel Filho. Na produção, ela interpreta a grã-fina Heleninha. “Estou feliz de estar participando de uma obra tão importante. Tive que descolorir o cabelo e me atentar ao comportamento, é o primeiro trabalho de época que eu faço”, conta.

Filha do músico Kleiton Ramil, da dupla gaúcha Kleiton & Kledir, de grande sucesso da MPB nos anos 80, Karina estudou teatro na infância e adolescência e é formada em Desenho Industrial e Artes Cênicas. Ela integra ainda a companhia de teatro Quatro Mulheres com mais três atrizes, feministas, que se juntaram para produzir conteúdo. “Ao invés de ficarmos esperando convites", explica ela.



Veja Também