Peça de Flávio Migliaccio vence como Melhor Espetáculo no FITA

Confira os vencedores do prêmio do Festival de Teatro de Angra


  • 30 de novembro de 2018
Com o figurino da peça, ator recebe prêmio com a equipe. Foto: Thyago Andrade/Divulgação


Após uma maratona de 17 de dias, com mais de 50 atrações, a 13ª edição da Festa Internacional de Teatro de Angra, teve sua cerimônia de entrega dos troféus no Arte Sesc Flamengo.

Em sua sexta edição, o Prêmio Fita de Teatro teve apresentação de Alexandre Lino e número musical de Izabella Bicalho.

Alexandre Lino e Marcos Caruso. Foto: Thyago Andrade/Divulgação

O júri da FITA 2018 foi formado pelo ator e escritor Sergio Fonta, a atriz Stella Freitas, o diretor de arte e cenógrafo José Dias e o diretor do Teatro Maison de France Cédric Gottesmann.

PEÇA DE FLÁVIO MIGLIACCIO VENCE COMO MELHOR ESPETÁCULO PELO JÚRI POPULAR

A montagem Confissões de Um Senhor de Meia Idade, estrelada pelo grande ator Flávio Migliaccio, foi eleito o Melhor Espetáculo Adulto, pelo Júri Popular.

Na peça idealizada pelo próprio Flávio, ele apresenta em cena, através de seu próprio olhar, seus 83 anos de vida e 60 de carreira.

Durante um diálogo com Deus, o ator conta suas histórias, experiências, memórias, saudades e tristezas, sempre com muito bom humor, marca registrada em seus trabalhos.

CONFIRA TODOS OS PREMIADOS DA NOITE:

Tonico Pereira e Amir Haddad. Foto: Thyago Andrade

Atriz homenageada: Regina Duarte

Ator Homenageado: Tonico Pereira

Diretor Homenageado: Amir Haddad

Melhor Espetáculo – Júri popular: “Confissões de um senhor de meia idade”

Melhor espetáculo: “Vou Deixar de ser Feliz por Medo de Ficar Triste?”

Melhor Espetáculo Infantil (júri infantil): “Lololendi”

Melhor Atriz: Izabella Bicalho – “Elizete, a Divina”

Melhor Atriz: Stella Maria Rodrigues – “Emilinha”

Melhor Atriz Coadjuvante: Letícia Isnard – “Agosto”

Melhor ator: Flávio Migliaccio – “Confissões de um senhor de meia idade”

Melhor ator Coadjuvante: Fabricio Negri – “Emilinha”

Melhor autor: Leandro Muniz – “A Vida não é um musical – O Musical”

Melhor Diretor: Jorge Farjalla – “Vou Deixar de ser Feliz por Medo de Ficar Triste?”

Prêmio especial do júri: Marcos Caruso pela atuação em “O Escândalo de Philippe Dussaert”

Melhor Figurino: Jorge Farjalla – “Vou Deixar de ser Feliz por Medo de Ficar Triste?”

Prêmio Especial do Júri: Guida Vianna – pela atuação em Agosto

Melhor Cenário: Carlos Alberto Nunes – Agosto

Categoria Especial: Elenco de A Vida não é um musical – O Musical

Revelação: Herton Gustavo Gratto – Autor do espetáculo Rugas

Melhor Música: Miguel Briamonte – Forever Young

Destaque FITA 2018: Alexandre Lino – pela trilogia na FITA


 



Veja Também