Anita Chaves, Andrezza Abreu, Karina Ramil e Lorena Comparato

Atrizes da Cia de 4 lançam podcast Prato Frio, primeira série de ficção no país para o Spotify


  • 31 de janeiro de 2019
Foto: Camilla Maia


Por Redação

*Entrevista completa em vídeo, abaixo.

Apesar dessa onda de conservadorismo que paira pelo mundo, as mulheres a cada dia estão marcando mais o seu espaço. Aqui no Brasil, aliás, com muita criatividade e bom humor elas também estão fazendo história. Que o digam Anita Chaves, Andrezza Abreu, Lorena Comparato e Karina Ramil, da Companhia de Quatro Mulheres.

O quarteto criou o podcast Prato frio, a primeira série de ficção brasileira para o Spotify. “Veio de uma ideia nossa de fazer um podcast contando histórias de vingança, que sempre foi um tema que interessou muito a gente”, conta Andrezza.

A cada semana, elas contam “causos” sobre o tema, como se fossem áudios de WhatsApp, enviados para um amigo, familiar, namorado. “A gente pegou histórias pessoais, de familiares, amigos, buscava em blogs 'a pior vingança'. Depois a gente ia embaralhando tudo e criando as do podcast”, explica Lorena.

Fernanda Machado vive delegada na guerra do tráfico em Impuros

Rita Guedes, em Malhação: "Papel diferente, gosto de ser desafiada”

PODCAST DE FICÇÃO COM HUMOR ÁCIDO, A CARA DA CIA DE 4 MULHERES

Além de roteiristas e idealizadoras do projeto, elas se revezam em mais de 40 personagens com sotaques e vozes diferentes. São quatro áudios a cada semana. O objetivo das atrizes, desde o início, era trazer inovação. “A gente reparou que a maioria dos podcasts feitos no Brasil são informativos ou uma conversa informal. E a gente pensou o que poderia fazer diferente, e resolveu fazer um de ficção, comédia, de humor bem ácido, como a gente gosta”, explica Andrezza.

Karina Ramil, Anita Chaves, Lorena Comparato e Andrezza Abreu. Foto: Camilla Maia

O projeto é uma criação original da Cia em parceria com a Hysteria (plataforma da Conspiração Filmes de conteúdos criados por mulheres), com a 2D Produções e o Spotify. Ao todo são 12 episódios, e logo já vem a segunda temporada por aí. “Foi muito legal porque a gente pode criar bastante, sem limites. A gente ia lapidando as ideias, estava bem aberta a qualquer assunto. E é legal ter autonomia sobre tudo o que a gente queria falar”, diz Karina.

Confira o vídeo abaixo em que, de forma descontraída e com muito humor, claro, as meninas explicam tudo sobre o projeto. E falam ainda sobre as novidades que vem por aí da Cia. 



Veja Também